Leopoldina prepara plano de vacinação contra coronavírus

Leopoldina já está preparando seu plano de vacinação contra a covid-19. A Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Saúde, recebeu nesta semana o primeiro lote de seringas, um total de 16.821 unidades que serão utilizadas na imunização dos leopoldinenses. Todo o plano de imunização será feito de acordo com protocolos e orientações do Ministério da Saúde e da Secretaria Estadual de Saúde do Governo de Minas. O prefeito de Leopoldina, Pedro Augusto Junqueira Ferraz, e o secretário Municipal de Saúde, Márcio Machado, conferiram de perto a chegada do material. Segundo o secretário, na primeira fase da imunização, a prioridade será vacinar pessoas do grupo de risco. Ainda segundo ele, a Prefeitura já está preparando um espaço para a instalação da Sala de Vacina da covid, possivelmente em um local centralizado, para facilitar o acesso. Equipamentos para o armazenamento das doses, como geladeiras e câmaras frias, também já estão sendo preparados. A expectativa é que a vacinação comece em

Muriaé investiga casos suspeitos de sarampo

Amostras foram enviadas para análise na Funed, em BH; Prefeitura imunizou 96,84% do público-alvo contra doença durante campanha de vacinação

Foto: PMM / Divulgação
A Secretaria Municipal de Saúde de Muriaé está investigando dois casos suspeitos de sarampo no município: de uma bebê de 1 ano e de um menino de 6 anos. As ocorrências dependem de confirmação da Fundação Ezequiel Dias (Funed), em Belo Horizonte, para onde o material foi enviado para análise. O resultado está previsto para ser divulgado em aproximadamente 15 dias.

Até o momento, houve quatro casos suspeitos da doença no município, sendo que dois foram descartados para sarampo – de uma adolescente de 15 anos e uma mulher de 39 anos. A Secretaria de Saúde está acompanhando os outros dois casos suspeitos e aguarda o laudo da Funed.


Em seu site, a prefeitura reintera que Muriaé superou a meta de vacinação contra a poliomielite e o sarampo em 2018, ao imunizar 96,84% do público-alvo da campanha (4.910 doses aplicadas), que são crianças de 1 ano a menores de 5 anos – a meta nacional era vacinar 95% deste público. O sarampo é uma doença altamente contagiosa provocada por vírus, podendo evoluir com complicações e até levar à morte.

Com informações da Prefeitura de Muriaé

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases