Polícia Civil prende suspeito de cometer homicídio em Ubá

Na terça-feira (23/2), a Polícia Civil de Minas Gerais realizou o cumprimento de um mandado de prisão preventiva em desfavor de um homem, de 32 anos, suspeito de praticar homicídio consumado, no município de Ubá, na Zona da Mata mineira, em maio do último ano. Após trabalhos investigativos, a ação foi deflagrada por policiais civis da Delegacia de Homicídios, com apoio da Delegacia Antidrogas da 2ª Delegacia Regional em Ubá. Na ocasião, a vítima, do sexo masculino, foi encontrada morta no interior da casa dela, no dia 23 de maio de 2020. Conforme informações do delegado Bruno Salles Mattos, o laudo pericial concluiu que o homem já se encontrava morto há, aproximadamente, 48 horas, a partir do encontro de seu corpo. Após incessante investigação, apurações indicaram que o crime teria ocorrido em razão do investigado ter pretensão de assumir o bar da vítima e de ficar com os pertences do local. “Uma suposta história de uma sociedade com a vítima foi apresentada. Entretanto, ninguém - ao l

Câmara de Cataguases aprova reajuste para servidores do Legislativo e adia votação de PL do Executivo

A sessão ordinária da Câmara Municipal de Cataguases que aconteceu na terça-feira (5), sobrestou o Projeto de Lei do Executivo, nº 29/2018 que referenda convênio a ser assinado pelo Município de Cataguases com o IEPTB - Instituto de Estudos de Protesto de Títulos do Brasil. O convênio possibilita a troca de arquivos eletrônicos e utilização da Central de remessa de arquivos para a cobrança dos inadimplentes junto a Prefeitura. 

O solicitante, vereador Betão do Remo (PSB), pretendia o sobrestamento por quatro sessões por não ficar claro o impacto financeiro gerado pelo convênio mas após o vereador Rogério Ladeira (PHS) sugerir apenas uma sessão dividindo o plenário, chegou-se ao consenso de suspender a votação do projeto por duas sessões por sugestão do Sargento Jorge Roberto (PHS). O vereador Hercyl Neto (PROS), ressaltou que o projeto é importante para que o Executivo consiga cobrar das pessoas que devem impostos ao Município de Cataguases. O Vereador e secretário da Casa, Vinícius Machado (DEM), contestou a votação do sobrestamento após o projeto já ter sido colocado em votação, mas o presidente Michelangelo Correa (PSDB) resolveu acatar o pedido de sobrestamento.

Já os Projetos de Lei que corrige os salários dos servidores da Câmara Municipal em 3% e o que aumenta o benefício auxílio alimentação para R$ 440 foram aprovados sem problemas ou discussões pelos vereadores. Apenas o vereador Henrique Thurran (PRTB) foi contrário por entender que o ticket alimentação dos servidores da câmara deveria ser igual ao da prefeitura e não R$ 70 maior, uma vez que os servidores são municipais e são representados pelo mesmo sindicato, explicou o vereador a reportagem do site Mídia Mineira.

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases