Covid-19: plano nacional de vacinação terá quatro fases

Proposta preliminar foi discutida em reunião realizada nesta terça-feira Foto: REUTERS/Dado Ruvic/Agência Brasil O plano nacional de vacinação contra a covid-19 terá quatro fases. Em cada etapa serão atendidos determinados tipos de públicos, escolhidos a partir do risco da evolução para quadros graves diante da infecção, da exposição ao vírus e de aspectos epidemiológicos da manifestação da pandemia no país. A proposta preliminar foi discutida em reunião realizada nesta terça-feira (1º) com a participação do Ministério da Saúde e outras instituições, como a Fundação Oswaldo Cruz, o Instituto Butantan, o Instituto Tecnológico do Paraná e conselhos nacionais de secretários estaduais (Conass) e municipais (Conasems) de saúde. A primeira fase terá como prioridade trabalhadores de saúde, pessoas de 75 anos ou mais e idosos em instituições de longa permanência (como asilos), bem como povos indígenas. Na segunda fase a imunização será focada nos idosos de 60 a 74 anos. Pacientes a partir de 6

Policia Militar de Cataguases apreende veículos e prende dois por atividade ilegal de "Motovigia"


Fotos: Polícia Militar / Divulgação
Um grupo de pessoas utilizando-se de motocicleta e veículo quatro rodas, todos de fora de Cataguases iniciaram a atividade de "motovigia" motorizado particular,  executando patrulhamento pelas ruas da cidade oferecendo o serviço pela quantia de R$ 30.

Tal atividade estava sendo exercida no horário de 22 horas às 5 horas, sendo que havia em várias residências um adesivo afixado com o nome de uma empresa de vigilância. 

A PM também constatou que tal empresa seria na realidade uma Cooperativa, sem nenhum registro na Polícia Federal. Na carta de divulgação de seus serviços eles narraram que o trabalho consistia na "Prevenção de roubos e furtos em residências, indústrias e pontos comerciais". Considerando que a atividade de "motovigia" não é regulamentada e estando caracterizado o exercício de atividade exclusiva da PM, foi efetuada a prisão de dois autores e a apreensão de dois veículos usados no patrulhamento.

Como estratégia de convencimento dos moradores para a contratação dos serviços  eles citavam que tinham parceria com a Policia Militar e usava o nome de Oficiais  da cidade como apoiadores da atividade.


A ocorrência foi encaminhada a Delegacia de Polícia Civil de plantão em Leopoldina, visto ser crime com pena prevista de reclusão de 2 a 5 anos.

Comentários

  1. FIQUEI CURIOSO DESDE O PRINCÍPIO, ATÉ MESMO PELO FATO DE USAREM O NOME DA CIDADE COM A ANTIGA GRAFIA, CATAGUASES COM "Z", ISSO POSITIVA UM RACIOCÍNIO DE QUE SÃO PESSOAS DE OUTRA REGIÃO

    ResponderExcluir
  2. A vagabundagem ta vindo de outras cidades para Cataguases. Cadeia nestes meliantes, pois eles estão pesquisando para saber como é a movimentação dos moradores para o mais tardar vir a fazer suas festas nas casas supostamente protegidas. Prevenção de crimes é competencia das Policias Civil e Militar.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases