728x90 AdSpace

Magazine Luiza
  • Últimas

    Sicred Santa Rita Drogaria
    Curso de Barbeiro Promoção autos
    quarta-feira, 11 de outubro de 2023

    Coordenador Executivo da Catrans esclarece mudanças no trânsito de Cataguases após reclamações da população

    Fabrício Zulato enfatizou que será uma mudança de longo prazo e que muita coisa ainda está em experiência.


    Após receber uma série de reclamações da população sobre as recentes mudanças no trânsito de Cataguases, o Site Mídia Mineira realizou uma entrevista na manhã desta terça-feira, 10 de outubro, com o Coordenador Executivo da Catrans, órgão responsável pelo trânsito na cidade, Fabrício Zulato, que esteve acompanhado do servidor Rogério Werneck. Durante a entrevista, Zulato esclareceu os motivos das mudanças e as ações que estão sendo tomadas.

    Assista a entrevista na íntegra:

    Orçamento e Mudanças na Catrans:

    Uma das mudanças significativas destacadas por Fabrício Zulato foi o aumento substancial na dotação orçamentária da Catrans, que evoluiu de R$ 36 mil em 2021 para R$ 900 mil no ano atual, com expectativa de chegar a R$ 2 milhões no próximo ano. Ele enfatizou que essas mudanças fazem parte de um projeto de longo prazo, com duração de 8 a 12 anos, para transformar a gestão do trânsito em Cataguases.

    Semáforos e Mobilidade:

    Zulato explicou que a implantação de semáforos na cidade foi realizada após contratar a empresa Setrans, especializada em semáforos. Segundo ele, os equipamentos são capazes de ajustar o tempo de acordo com o fluxo de tráfego. Ele ressaltou que os semáforos visam priorizar a organização e segurança no trânsito, em vez de agilidade. Zulato pediu que a população se acostume com tempos de espera, que podem variar de 3 a 5 minutos, para garantir a eficiência e segurança.

    A escolha dos locais para a instalação dos semáforos foi baseada em indicações da Catrans e estudos da Setrans, que utilizou drones para identificar áreas com maior necessidade de regulamentação. Zulato mencionou que a área próxima à antiga delegacia de polícia também será alvo de intervenção, mas a instalação de um semáforo aguarda a conclusão da reforma da ponte e a determinação de sua capacidade de suportar o tráfego.

    Transporte Público e Integração:

    Sobre o transporte público e a catraca eletrônica, Zulato enfatizou que o objetivo da Catrans é atrair a população de volta ao uso do transporte coletivo. A catraca eletrônica ajuda a coletar dados sobre os passageiros, incluindo gratuidades, e o reconhecimento facial visa impedir o uso indevido de cartões de beneficiários da gratuidade ou de meia passagem, mas que os usuários pagantes podem utilizar o cartão e até emprestá-lo, sem que este seja bloqueado. Ele mencionou que a integração entre bairros e o centro está em período experimental, com resultados esperados até meados de novembro. O coordenador descartou a instalação de um terminal físico de integração e esclareceu que o custo para quem paga em dinheiro será de duas tarifas, enquanto os cartões terão apenas uma, quando se quer ir de um bairro ao outro.

    Licitação do Transporte Coletivo:

    Fabrício informou que o edital para a licitação do transporte coletivo está em fase de conclusão pelo técnico Bruno Zaragoza e deverá ser publicado ainda em outubro, com a intenção de realizar a licitação até dezembro. Perguntado sobre o estudo realizado pela administração passada que pontuava as comodidades para os usuários, como ar condicionado, wifi, entre outras coisas, Fabrício disse que o edital irá prever que a Catrans poderá exigir posteriormente essas comodidades caso ache necessário e perguntado se a intervenção da Catrans posteriormente não influenciaria no custo das empresas, ele respondeu que as normas estarão no edital e participa a empresa que quiser.

    Municipalização do Trânsito:

    Sobre a municipalização do trânsito, Zulato explicou que esse processo já está em andamento há mais de 2 anos, que recentemente foi formalizado o contrato com a empresa GCT, que cuidará das multas. Ele mencionou que a poligonal de tombamento será identificada com faixa azul e que estão estudando a melhor forma de cobrança, seja por parquímetros, aplicativos ou ambos. Ele acredita que na próxima semana o prefeito já deverá entrar com o pedido e que em janeiro o trânsito estará completamente municipalizado.

    Em suas considerações finais, Zulato pediu paciência à população e enfatizou o compromisso da Catrans em melhorar o trânsito e a mobilidade da cidade. Ele destacou que as mudanças são parte de um projeto de longo prazo que visa beneficiar a comunidade, mesmo que causem algum transtorno temporário.

    Por Mídia Mineira.
     
    • Comente no Site
    • Comente no Facebook

    0 comments:

    Postar um comentário

    Item Reviewed: Coordenador Executivo da Catrans esclarece mudanças no trânsito de Cataguases após reclamações da população Rating: 5 Reviewed By: Mídia Mineira
    Voltar para o Início