Pular para o conteúdo principal
Unipac
Web Certificados
Drogaria Santa Rita DecolaNet RÁDIO BRILHO CATAGUASES - MG

Câmara de Dona Euzébia rejeita parecer do TCEMG e aprova contas de 2014 do ex-prefeito Mazinho

Decisão aconteceu após o ex-prefeito apresentar defesa em plenário. Nesta quinta-feira (2), os vereadores de Dona Euzébia rejeitaram o parecer do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCEMG) e aprovaram as contas do ex-prefeito da cidade, Itamar Ribeiro Toledo, o Mazinho, referente ao exercício de 2014. No dia 12 de agosto, os vereadores realizaram uma votação para analisar o parecer do TCE, mas a mesma foi anulada pelo próprio TCE, devido a falta de quórum e a ausência de defesa do ex-prefeito. Na ocasião, a Comissão de Finanças havia acompanhado o parecer do TCE, mas após o comparecimento de Mazinho, dentro do prazo regimental, os vereadores aceitaram os argumentos, fazendo com que a maioria dos membros da comissão mudassem o voto, deixando os demais edis à vontade para rejeitar o parecer por 6 votos a 3. Não é a primeira vez que a Câmara de Dona Euzébia rejeita um parecer do TCEMG.  O fato já ocorreu em outras duas oportunidades, quando os vereadores rejeitaram o parecer do

Energisa já registrou mais de 70 colisões de veículos com postes este ano

Apesar da pandemia, acidentes de trânsito envolvendo postes cresceram mais de 50% em 2020.

Imagine você trabalhando em home office, com computador e celular, e é surpreendido com o barulho de batida e, logo em seguida, com a falta de energia. Pois saiba que essa situação é mais que comum. Trata-se de colisão de veículo com poste de energia, que cresceu em 2020, aqui na área de concessão da Energisa Minas Gerais, mesmo com a diminuição de veículos nas ruas, devido ao isolamento social.

A estatística preocupa. Em 2020, 211 motoristas se envolveram em acidentes com postes, um aumento de 56,3% se comparado ao ano anterior (2019). Nessas ocorrências, cerca de 100 mil clientes tiveram o fornecimento de energia interrompido. E neste ano, de janeiro a maio 2021, já foram registrados pela Energisa 72 colisões de veículos com postes, comprometendo o fornecimento de energia para cerca de 33 mil clientes.

Amazon Prime Vídeo

Quando um poste de energia é abalroado em um acidente de trânsito, toda população próxima a ele fica prejudicada com a interrupção no fornecimento de luz.

Além do impacto da batida - que pode ter graves consequências para os ocupantes dos veículos - ainda tem o risco de choque elétrico, tanto para quem se acidentou, como para quem está nas proximidades. “A rede de distribuição da Energisa é equipada com equipamentos de proteção para desativar o fornecimento de energia em caso de interferência nos cabos ou postes, no entanto, mesmo assim, há riscos quando ocorre este tipo de colisão”, destaca o coordenador de Qualidade da Energia Antônio Renato de Freitas.

Valtair Teodoro, coordenador de Projetos e Construção da Energisa, explica que “a substituição de um poste pode levar entre 4 e 8 horas, aproximadamente, a depender da localidade e acesso, tipo e quantidade de estruturas e equipamentos envolvidos, por isso, mesmo que o impacto da batida não interrompa o fornecimento na hora, precisamos realizar um desligamento emergencial para efetuar o serviço. Existem casos em que o dano à rede é tão grave que é necessário trocar mais de um poste. Mesmo com nossa tecnologia para minimizar a quantidade de clientes atingidos, a região mais próxima da ocorrência vai ficar comprometida durante esse intervalo de tempo”.

A Energisa ressalta ainda que em situações de colisão, o condutor é responsável pelo ressarcimento dos custos envolvendo a manutenção da estrutura e equipamentos danificados. O custo médio da substituição de um poste é de R$ 5 mil. Mas caso tenha transformador e outros equipamentos, esse valor pode ultrapassar a R$ 30 mil, dependendo de cada situação.

Os coordenadores fazem ainda um alerta de segurança importante para os condutores envolvidos em colisão com postes. Caso os cabos fiquem partidos sobre o veículo, o motorista deve permanecer dentro do carro até que uma equipe da Energisa chegue ao local.

Quem passar perto da colisão deve manter distância da rede elétrica e, por questões de segurança, não deve se aproximar de postes ou fios caídos em nenhuma circunstância, especialmente para filmar ou fotografar o acidente, evitando assim que outros riscos e acidentes aconteçam.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Energisa

Comentários

Anuncie Aqui Anuncie Aqui