Pular para o conteúdo principal
Web Certificados
Drogaria Santa Rita DecolaNet RÁDIO BRILHO CATAGUASES - MG

PCMG indicia homem suspeito de cometer estupro de vulnerável em Juiz de Fora

O inquérito policial foi relatado e enviado à Justiça, nesta semana. A Polícia Civil também investiga crime praticado pelo investigado em desfavor de outro adolescente, de 13 anos. A apuração prossegue.  A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) indiciou, nesta semana, um homem de 49 anos, suspeito de ter praticado estupro de vulnerável, no município de Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira. Na última sexta-feira (14/1), ele foi encaminhado à delegacia pela Polícia Militar, acionada pelo pai da vítima, um menino de 12 anos, morador da Zona Norte da cidade.  Na época, durante depoimento, o suspeito, que é vizinho da vítima, confirmou ter chamado o garoto para ir até a sua residência, para, supostamente, realizar o conserto de uma bicicleta, quando foi flagrado pelo pai do menino, em um cômodo dos fundos do imóvel, junto com a vítima. Na ocasião, o flagrante foi ratificado pela PCMG e o homem foi conduzido ao sistema prisional, permanecendo à disposição da Justiça. Conforme informações do t

Cataguases permanece na onda roxa em novo decreto do prefeito

Decreto prevê a liberação de ambulantes de gêneros alimentícios e proibição das Atividades religiosas


Parceiro Magalu

Mesmo com o governo de Minas autorizando os municípios da Zona da Mata avançar para a onda vermelha do plano Minas Consciente, o prefeito de Cataguases, José Henriques, juntamente com o Comitê Municipal da COVID-19, resolveu manter a onda roxa na cidade. A justificativa é a ocupação de 100% dos leitos de UTI destinados ao tratamento da COVID-19 e o aumento significativo das taxas de infecção e mortalidade no Município, entre outras.

As principais alterações são: liberação de vendedores ambulantes de gêneros alimentícios e a proibição das atividades religiosas presenciais. 

O novo decreto autoriza o funcionamento das seguintes atividades: 
  • I - Setor de saúde, incluindo unidades hospitalares, veterinárias e de atendimento em consultórios e clínicas, vedados os atendimentos eletivos não essenciais;
  • II - Hipermercados, supermercados, mercados, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, padarias, mercearias, quitandas, centros de abastecimento de alimentos, lojas de conveniência, lanchonetes e de alimentos para animais;
  • III – Farmácias e comércio de produtos relacionados à saúde;
  • IV – Indústrias em geral;
  • V - Produção, distribuição e comercialização de combustíveis e derivados;
  • VI - Distribuidoras de gás;
  • VII - Oficinas mecânicas, borracharias e autopeças de veículos automotores de qualquer natureza, inclusive as de máquinas agrícolas e afins;
  • VIII - Telecomunicação, internet, imprensa, tecnologia da informação e processamento de dados, tais como gestão, desenvolvimento, suporte e manutenção de hardware, software, hospedagem e conectividade;
  • IX - Construção civil;
  • X - Transporte e entrega de cargas em geral;
  • XI - Assistência técnica em máquinas, equipamentos, instalações, edificações e atividades correlatas, tais como a de eletricista e bombeiro hidráulico;
  • XII - Controle de pragas e de desinfecção de ambientes e veículos automotores;
  • XIII - Atendimento e atuação em emergências ambientais;
  • XIV - De representação judicial e extrajudicial, assessoria e consultoria jurídicas;
  • XV - Relacionados à contabilidade; 
  • XVI - Cuidadores e terapeutas;
  • XVII - Hotelaria, hospedagem, pousadas, motéis e congêneres para uso de trabalhadores de serviços essenciais, como residência ou local para isolamento em caso de suspeita ou confirmação de COVID-19;
  • XVIII - Atividades de ensino presencial referentes ao último período ou semestre dos cursos da área de saúde;
  • XIX – Agências bancárias, correspondentes bancários e lotéricas;
  • XX - Vendedores ambulantes de gêneros alimentícios;
Ficam suspensos todos os serviços, comércios, atividades ou empreendimentos, públicos ou privados, a exceção das atividades que utilizam a modalidade delivery e/ou retirada no local e também para fins de recebimento de crediário na porta do estabelecimento.

As atividades religiosas continuam proibidas em Cataguases e só poderão acontecer em forma de ‘lives’ ou vídeos com a presença máxima de 8 (oito) pessoas para operacionalização dos equipamentos de transmissão.

As demais proibições como Circulação de pessoas sem o uso de máscara de proteção, realização de eventos, festas e reuniões de qualquer natureza, consumo de bebida alcoólica em área pública e ônibus com lotação máxima de 50% permanecem da mesma forma dos decretos anteriores. 

Leia o decreto na íntegra clicando aqui.
 


Comentários

Anuncie Aqui Anuncie Aqui