Drogaria Santa Rita DecolaNet RÁDIO BRILHO CATAGUASES - MG

Árvores próximas à rede interromperam o fornecimento de energia de cerca de 300 mil clientes

Em 2020, foram registradas mais de 6 mil ocorrências em Minas


Parceiro Magalu

Manter galhos e plantas longe da rede elétrica é uma medida de segurança para todos. Mas o cuidado deve começar desde o plantio das árvores, observando a distância correta em relação à rede de energia elétrica. Para evitar danos, é fundamental as podas preventivas. Os serviços de manutenção no espaço público são de responsabilidade das prefeituras. E em áreas privadas, cabe ao condomínio ou ao proprietário do imóvel ou terreno contratar um especialista. A Energisa só é chamada, por questões de segurança, quando os fios estão muito próximos da rede.

Em 2020, foram registradas em Minas Gerais mais de 6 mil ocorrências por árvore na rede, o que representa cerca de 12% das interrupções de energia. Cerca de 300 mil clientes foram prejudicados com a interrupção do fornecimento. Em dias de chuva e fortes ventanias, é comum galhos de árvores interferirem na rede elétrica, danificando os fios, ou árvores caírem sobre a rede, quebrando postes. Por isso, embora não seja de responsabilidade da Energisa, a empresa, preocupada com os clientes, realizou somente em 2020 mais de 267 mil podas com equipes da empresa.

Para evitar ocorrências deste tipo, a Energisa Minas Gerais investiu mais de R$ 3 milhões, somados os anos de 2020 e 2021, em veículos, equipamentos para limpeza e nas equipes que executam o serviço.

“Quando a poda não é realizada a tempo, os galhos das árvores podem ficar próximos dos cabos da rede elétrica e, havendo contato, pode ocasionar curtos-circuitos, rompimento de cabos, interrupção do fornecimento de energia e até mesmo energizar a árvore, elevando o risco de incêndio e choque elétrico. Se os galhos estiverem próximos à rede elétrica a Energisa deve ser comunicada. A empresa segue um cronograma para a realização de podas em locais que representem risco iminente de acidentes e danos. A poda realizada pela empresa é feita retirando somente a parte que está próxima a rede elétrica, seguindo critérios ambientais”, explica o gerente de Construção e Manutenção da Energisa Victor Rispoli.

Sobre o plantio correto de árvores:

A sombra produzida pela árvore sempre é boa, mas é importante considerar se a arvore é a correta para o local. É preciso observar a altura e o raio de copa que vai atingir na fase adulta, por isso:

Não plante árvores próximas ou embaixo de redes previamente instaladas;
O plantio em calçadas, sob a rede elétrica, deve ser planejado, respeitando os limites de árvores de pequeno porte com altura máxima de 4m;
Escolha plantas e árvores que não cresçam muito no seu jardim;
Respeite a faixa de servidão da rede elétrica, devendo ter uma distância mínima de segurança de 10 metros em relação ao traçado da rede.

Como evitar acidentes

Redobre o cuidado ao subir nessas árvores ou utilizar varas e barras metálicas para tentar cortar galhos ou até mesmo colher frutos;
Não faça podas de árvores que estiverem próximas ou em contato com a rede elétrica, pois os galhos podem tocar os fios e energizar a árvore. Nestes casos entre em contato com a Energisa;
Em propriedades particulares, a responsabilidade da poda é do proprietário. Caso a árvore esteja próxima à rede, o cliente deve entrar em contato com a Energisa e solicitar o desligamento da rede para que o serviço seja realizado com segurança pelo profissional contratado.

Em caso de acidente, cabos partidos ou interrupção de energia, entre em contato com os canais da Energisa:

Call Center: 0800 079 0196
Site:energisa.com.br  
WhatsApp (Gisa): (32) 9 8426-1352
Aplicativo Energisa On (disponível no Google Play ou App Store do celular).

















Fonte: 

Comentários

Anuncie Aqui Anuncie Aqui