Energisa utiliza helicóptero para inspeções na rede elétrica e garante agilidade em 95% dos serviços

Foram investidos R$ 180 mil para inspecionar 580 km de linhas. O compromisso da Energisa é a excelência no fornecimento de energia elétrica, serviço essencial para toda a população. Por isso, a empresa está investindo cada vez mais em tecnologia e modernizando a rede elétrica. Para agilizar as inspeções na rede, a Energisa Minas Gerais conta com equipamentos modernos e um helicóptero para inspeções visuais e termográficas aéreas nas linhas, garantindo maior rapidez. Dentro do planejamento estratégico de investimento na rede, no mês de março, foram inspecionados aproximadamente 580 km de linhas de transmissão, que interligam as subestações da área de concessão da Energisa em Minas Gerais, um investimento de cerca de R$ 180 mil. Utilizando equipamentos de alta tecnologia, com uma câmera das mais avançadas do mercado, acoplada ao helicóptero, é possível identificar, desde o estágio inicial, os locais onde ações corretivas devem ser realizadas de forma programada. A câmera de

Operação Rodovida da PRF irá até o Carnaval nas BRs de todo o País

Objetivo da operação é a integração com outros órgãos para promover a redução da violência no trânsito por meio de ações temáticas nas rodovias federais


Integrar para proteger vidas e garantir a segurança viária. Essa é a proposta da Operação Rodovida 2020/2021 capitaneada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública por intermédio da Polícia Rodoviária Federal (PRF). A ação teve início no dia 17 de dezembro e segue até o dia 21 de fevereiro. 

A Operação Rodovida, criada pela PRF em 2011, intensifica a política de integração para ampliar os efeitos preventivos desenvolvidos pela PRF e pelos ministérios parceiros. Também pauta sua atividade de fiscalização nos locais mais críticos, definidos de acordo com os dados estatísticos, em especial no período em que há uma expectativa de maior fluxo rodoviário devido a festividades de final de ano e Carnaval. Estão previstas ações temáticas sobre as principais causas de acidentes graves, bem como ações de educação para o trânsito, que promovam a criação de um sentimento de empatia pelos demais usuários da rodovia.

Além das ações educativas e de fiscalização, tradicionalmente previstas pela PRF, este ano, a operação contará com uma campanha que avançará na discussão da responsabilização dos causadores dos acidentes como forma de reduzir a violência no trânsito e os custos sociais decorrentes. A ideia é sensibilizar cada um dos atores do trânsito a respeito do seu papel, das suas obrigações e os cuidados necessários para proteger a vida.

A operação tem como premissa básica a integração entre os diversos órgãos de governo a fim de reforçar a ideia de transversalidade, ou seja, as ações do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) / (PRF) estarão coordenadas com as dos colaboradores: Ministério de Infraestrutura; Saúde; Educação; Turismo; Casa Civil e Mulher, Família e dos Direitos Humanos. Outros importantes atores da Operação são o Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN), o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), e, em nível estadual e municipal, as Secretarias de Saúde e de Segurança Pública.

A PRF já conta com a integração governamental, e acredita em uma parceria igualmente fundamental para a redução da violência nas rodovias federais do país: a do cidadão. Por isso, a Rodovida busca também sensibilizar todos os usuários do trânsito; motoristas, passageiros, pedestres, ciclistas, caminhoneiros, etc, da importância de seus papéis na manutenção e construção de um trânsito mais seguro e, consequentemente, na preservação de vidas.

Fonte: Agência PRF

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases