Ação conjunta prende suspeito e apreende droga em Juiz de Fora

Autor estava com a filha de 11 anos e responderá também por corrupção de menor Nesta terça-feira (19/1), uma ação conjunta entre a Polícia Civil de Minas Gerais e a Polícia Rodoviária Federal resultou na apreensão de 19 tabletes de pasta base de cocaína, droga avaliada em cerca de R$2,5 milhões, e de R$30 mil, no município de Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira. Um suspeito foi preso. Em novembro do último ano, outra operação integrada entre as duas instituições culminou na apreensão de drogas avaliadas em R$3 milhões. O material foi encontrado no interior de um veículo que estava em um posto de combustíveis, na Zona Norte da cidade. Além disso, o motorista, de 39 anos, foi preso em flagrante. No momento da abordagem realizada por policiais civis da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e policiais da PRF, o homem estava com a filha dele, de 11 anos, que, posteriormente, foi entregue a um familiar responsável. O suspeito foi encaminhado ao Plantão da 1ª Delegacia Regional em

Atividades religiosas em Viçosa começam a ser liberadas para até 30 fieis por reunião

Com adesão ao Minas Consciente, estão permitidas as celebrações, missas e cultos


Há uma semana, a Prefeitura de Viçosa aderiu ao Programa Estadual Minas Consciente, do Governo Estadual, que define os protocolos para a retomada segura de atividades econômicas dos municípios mineiros. O plano divide as etapas de retomadas em "ondas", em que cada região é autorizada a abrir ou fechar estabelecimentos, dependendo dos indicadores microrregionais da Covid-19.

Atualmente, Viçosa está na onda VERDE, que libera serviços considerados não-essenciais com alto risco de contágio. Antes da adesão, no dia 09 de setembro, o município divulgou as regras para a reabertura de templos religiosos.

Entretanto, as atividades religiosas estão excluídas das "ondas" de reabertura e fechamento do plano Minas Consciente. O entendimento é de que o exercício da prática religiosa, de qualquer denominação, é livre e pode ser mantido durante a pandemia. Por isso, em Viçosa, as igrejas e templos que quiserem reabrir as portas e realizar celebrações como batizados e casamentos, além de missas e cultos, podem solicitar a vistoria municipal por meio de formulário online.

Capacidade máxima de fiéis

A quantidade de fiéis dentro dos templos deve seguir as recomendações previstas no Minas Consciente. O programa entende que até 30 pessoas dentro de um mesmo espaço não configura aglomeração. Portanto, para a realização de qualquer celebração, seja ela batizado, casamento, missas ou cultos, estão automaticamente permitidas até 30 pessoas ou 30% da capacidade do local, o que for menor. A quantidade será confirmada pelos fiscais da PMV, durante vistoria.

Comunhão e atividades coletivas

As regras de distanciamento para evitar o contágio pelo novo coronavírus continuam valendo dentro dos templos religiosos. Por isso, a Prefeitura recomenda adaptações ou até mesmo a suspensão de atividades coletivas que envolvam contato próximo entre fiéis, como cumprimentos e orações de mãos dadas.

A comunhão poderá acontecer normalmente, desde que o celebrante higienize as mãos e ofereça a hóstia somente nas mãos dos fiéis, sem levar à boca. Além disso, instrumentos musicais e demais objetos usados durante as celebrações não devem ser compartilhados.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Viçosa

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases