Proprietário de drogaria é preso em Pádua após vender comprimido abortivo para moradora de Cataguases

Um comerciante de Santo Antônio de Pádua, no Noroeste Fluminense, foi preso em flagrante, depois de vender, para uma moradora de Cataguases, um medicamento utilizado ilegalmente para a indução do aborto. De acordo com informações, a prisão aconteceu na quinta-feira (21). Policiais Militares do 36º BPM já haviam sido alertados através de denúncia anônima e interceptaram o veículo GM Celta de aplicativo, no bairro Cidade Nova, onde viajava uma mulher, moradora de Cataguases, que levava consigo quatro comprimidos do medicamento abortivo. Ela alegou ter acabado de adquirir em uma drogaria que fica naquele mesmo bairro e que teria pago através de transferência bancária, realizada pelo companheiro, que determinou a interrupção da gestação. O comerciante foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil para as demais providências. Com informações e foto da Folha de Italva  

Muriaé registra primeiro óbito por Covid-19 e casos quadruplicam em duas semanas


A prefeitura de Muriaé informou, neste domingo (5), que o número de pacientes positivos para Covid-19, quadruplicou em relação a duas semanas, antes da abertura do comércio na cidade. Conforme o último boletim, o Município registrou seu primeiro óbito e um total de 40 pacientes positivos.

A Vítima é um homem de 49 anos que residia no bairro João XXIII e estava internado desde o dia 05 de abril no Hospital São Paulo.

As amostras positivadas neste domingo, são de duas mulheres, de 38 e 42 anos, e de dois homens, de 37 e 43 anos. 

Casos suspeitos somam agora 159. Destas notificações ativas, 71 se referem a casos em investigação, com amostras sendo analisadas pela Funed, e 88 em observação, ou seja, casos leves de síndrome gripal monitorados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Ao todo, 175 monitoramentos foram encerrados por parte da SMS, portanto, finalizaram a quarentena e estão sem sintomas. Dos 40 pacientes que testaram positivos, 14 foram curados.

Os casos em investigação estão com amostras sendo avaliadas pela Funed, o único laboratório do SUS em Minas Gerais que está realizando testes de covid-19. Os resultados têm previsão de serem divulgados em até três dias úteis pela Funed. Já o monitoramento dos 88 casos em observação está sendo feito a cada 48 horas por telefone, conforme preconiza o protocolo do Ministério da Saúde.

A Secretaria de Saúde, reforçou que, de acordo com normas técnicas da Secretaria de Estado de Saúde, apenas os casos graves e hospitalizados de síndrome respiratória aguda grave têm as amostras analisadas. Porém, em todos os casos, com ou sem coleta de material, os cuidados estão sendo tomados como se fossem um caso positivo.

Com informações da Prefeitura de Muriaé.
Foto: Rádio Muriaé 

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases