Após denúncia MP irá apurar descumprimento de protocolo na vacinação contra a Covid-19 em Cataguases

Vereador Rafael Moreira solicitou nome das pessoas que foram vacinadas, mas não foi atendido A 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Cataguases, por meio da Promotora de Justiça Amanda Merlini Dutra Osipe, instaurou procedimento para apurar eventual descumprimento dos Planos Nacional e Estadual de Vacinação contra a Covid-19, pelo Município de Cataguases nesta sexta-feira (22). Conforme Nota Pública daquela procuradoria, enviada para a redação do Site Mídia Mineira, o objetivo de tal procedimento será apurar se pessoas que não se enquadram no grupo prioritário eleito pelas autoridades  sanitárias foram beneficiadas com a imunização. Confira a nota na íntegra no final da matéria. A administração terá 24 horas para enviar os seguintes documentos: Encaminhar a relação de pessoas que já foram ou serão imunizadas, indicando o nome completo e qual o grupo prioritário pertence; Informar quantas doses foram destinadas a cada grupo prioritário; Explicar se foi possível vacinar todos os idosos

FUNED confirma que morte de pastor em Cataguases foi por Covid-19

Foi confirmado oficialmente
, nesta terça-feira (5), pela Fundação Ezequiel Dias (FUNED), em Belo Horizonte, o segundo óbito por Covid-19 em Cataguases. A nótícia do óbito de um homem pelo novo coronavírus foi dada pelo prefeito Willian Lobo, em coletiva de imprensa na última sexta-feira, 1º de maio. Conforme a secretária de Saúde, Daniela Rezende havia ressaltado na ocasião, a confirmação inicial se deu por teste rápido realizado no Hospital de Cataguases, que possui 70% de eficácia e que por este motivo iria constar como óbito em investigação. Agora, com o resultado da FUNED, o óbito passa a constar no boletim como confirmado.

Nos últimos dias houve muita especulação em redes sociais sobre a causa da morte, pelo fato da vítima ser pastor evangélico e não ter dito a enfermeira no posto de Saúde que havia viajado ao Rio de Janeiro.  

Em uma rede social, uma cunhada, disse que a vítima e o irmão haviam sido diagnosticados, em um primeiro momento, com Dengue no Rio de Janeiro, mas que cinco dias depois, seu esposo piorou e foi diagnosticado com Covid-19, quando o pastor que faleceu já estava em Cataguases.

Uma equipe da Secretaria de Saúde de Cataguases, confirmou também que houve contato do pastor com pelo menos outras 10 pessoas na comunidade da Lajinha, durante um evento social. Todas as pessoas que tiveram contato com a vítima em Cataguases estão em quarentena e são monitoradas pela pasta.

Comentários

  1. Contato ele teve sim mas foi com os familiares dele mas ninguém teve contato com ele ñ teve nada de evento social pelo amor de Deus gente vamos falar o que e correto até por que a maioria está de quarentena e muito ñ estão respeitando a quarentena agora nos temos que pedir que o senhor nus guarde e nus livre de Todo mal ñ só nois mas os familiares dele que teve contato que o senhor nus abençoe até porque graças a Deus ninguém apresentou sintomas nenhum e estamos todos bem

    ResponderExcluir
  2. Vai retratar não pastor nelquiades?? Não foi dengue.

    ResponderExcluir
  3. Bom dia
    Onde é Lajinha ele esteve ?
    É indo Piacatuba?

    Ele era Pastor qual igreja?

    ResponderExcluir
  4. gostaria de um contato com algum lider comunitário de lajinha, estou em uma pesquisa e por conta do COVID estou em quarentena no RJ.
    klesimoes@bol.com.br

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases