Mãe e filha são feitas reféns durante assalto em Cataguases

Mãe e filha foram feitas reféns após um assalto em um haras no bairro Ibraim na noite desta quinta-feira (3), em Cataguases.  Segundo informações preliminares levantadas junto a PM, pelo Site Mídia Mineira, os policiais chegaram no haras quando os autores ainda estavam no local, eles então roubaram um veículo e fugiram, levando mãe e filha como reféns, abandonando o carro e as vítimas em uma estrada vicinal. As duas já estão bem e em segurança. Ainda não se sabe o que os assaltantes levaram, um levantamento deverá ser feito posteriormente.  Até o fechamento dessa matéria a ocorrência ainda estava em aberto e a Polícia Militar realizava rastreamentos para tentar localizar os autores.

Covid-19: Cataguases chega a 13 casos confirmados com 10 curados e 2 óbitos

A Prefeitura de Cataguases comunicou, nesta sexta-feira (15), que o número de casos confirmados no município subiu para 13, destes, 10 pessoas estariam curadas ou não apresentam sintomas, 2 vieram a óbito e 1 continua internado no Hospital de Cataguases.

Conforme a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), os dois casos confirmados desta sexta-feira, são do sexo masculino, de 31 e 38 anos. Ambos realizaram o teste rápido em laboratório particular e não precisarão realizar o teste pela FUNED. Segundo a pasta, algumas pessoas estão realizando o teste rápido por conta própria por exigência das empresas em que trabalham ou por terem tido contato com algum caso confirmado.

Os casos suspeitos tiveram um acréscimo de ontem para hoje, de 31 para 36. Desses, 7 colheram amostras para exames que foram enviadas para a FUNED, dos quais dois estão internados e 5 em isolamento domiciliar. Outras 29 pessoas cumprem o isolamento, mas sem o exame, conforme critérios da Secretaria de Estado de Saúde.

Os casos em investigação estão sendo avaliados pela Funed, único laboratório do SUS em Minas Gerais que está realizando testes de covid-19.

A Secretaria Municipal de Saúde, reforça ainda que segue as normas técnicas da Secretaria de Estado de Saúde, nas quais apenas os casos graves de síndrome respiratória aguda grave têm as amostras analisadas. Entretanto, em todos os casos, com ou sem coleta de material, os cuidados estão sendo tomados pela Secretaria Municipal de Saúde como se fossem um caso positivo.

O número de descartados de ontem para hoje teve uma redução de 58 para 57 porque houve uma duplicidade por erro no sobrenome do paciente.
  
Outro ponto a que foi destacado pela SMS é que os dados demoram para serem atualizados no boletim do Estado, por isso, há divergência entre os números das prefeituras e do governo estadual.


Com informações da Prefeitura de Cataguases 

Comentários

  1. Uma pergunta ao midiamineira. Tem alguem de laginha do aracati infectado? Grato.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases