Pular para o conteúdo principal
Unipac
Web Certificados
Drogaria Santa Rita DecolaNet RÁDIO BRILHO CATAGUASES - MG

Câmara de Dona Euzébia rejeita parecer do TCEMG e aprova contas de 2014 do ex-prefeito Mazinho

Decisão aconteceu após o ex-prefeito apresentar defesa em plenário. Nesta quinta-feira (2), os vereadores de Dona Euzébia rejeitaram o parecer do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCEMG) e aprovaram as contas do ex-prefeito da cidade, Itamar Ribeiro Toledo, o Mazinho, referente ao exercício de 2014. No dia 12 de agosto, os vereadores realizaram uma votação para analisar o parecer do TCE, mas a mesma foi anulada pelo próprio TCE, devido a falta de quórum e a ausência de defesa do ex-prefeito. Na ocasião, a Comissão de Finanças havia acompanhado o parecer do TCE, mas após o comparecimento de Mazinho, dentro do prazo regimental, os vereadores aceitaram os argumentos, fazendo com que a maioria dos membros da comissão mudassem o voto, deixando os demais edis à vontade para rejeitar o parecer por 6 votos a 3. Não é a primeira vez que a Câmara de Dona Euzébia rejeita um parecer do TCEMG.  O fato já ocorreu em outras duas oportunidades, quando os vereadores rejeitaram o parecer do

Assistência Social de Cataguases ainda não recebeu nenhum recurso extra do governo ou de políticos diz secretária

A secretária Municipal de Desenvolvimento Social de Cataguases, Mirilane Licazali Caetano, foi uma das entrevistadas do Programa Conexão Cataguases da última semana (assista ao vídeo no final da matéria).

No programa exibido no Facebook e pela Rádio Brilho FM, a secretária fez um balanço do atendimento às vítimas das chuvas em Cataguases que totalizaram cerca de 1700 pessoas entre desalojados e desabrigados.

"No primeiro momento uma equipe da Assistência sempre esteve junto com a Defesa Civil, mas o trabalho da Assistência iniciou mesmo após às águas baixarem, quando a gente tem noção das famílias que foram atingidas pela enchente", disse. 

Cataguases recebeu doações de várias empresas e entidades conforme explicou a secretária. Ela aproveitou para agradecer a todos e dizer que o Município recebeu grande quantidade de roupas e que esse tipo de doação não é mais necessário. "Se tiver alguma roupa de cama, toalha de mesa ou banho, isso a gente está precisando ainda", disse.

Os pontos mais atingidos já foram atendidos, segundo a secretária. No entanto, ainda não foi contabilizado as pessoas que não receberam ajuda. Ela ressaltou que muita gente chegou a ser atendida por mais de uma entidade. Por esse motivo a prefeitura solicitou que as entidades passassem diariamente o nome de todos que foram atendidos durante o dia para não haver duplicidade. "Tem famílias que nós não conseguimos atender ainda, até mesmo porque ainda não chegou a informação até a secretaria de Desenvolvimento Social. Então a gente pede aos presidentes de bairros, militantes da área e pessoas que estão envolvidas com a comunidade para nos informar essas pessoas que a gente não conseguiu atender", comentou. A secretária ressaltou que quem faz parte da região de atendimento de um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), que deve se dirigir a um desses centros e quem não faz parte que deverá se dirigir à Secretaria de Desenvolvimento Social na Rua Gama Cerqueira.


Ajuda do Governo ou de Deputados

Até o momento da entrevista, a secretária deixou claro que tudo que está sendo gasto em Assistência Social tem vindo de recursos próprios da prefeitura e de sua pasta. Ela aproveitou para esclarecer que houve um mal-entendido quando foi divulgado que um deputado teria atuado para liberar o Piso Mineiro de Assistência Social junto a Secretaria de Estado de Defesa Social (SEDESE). 

O dinheiro liberado, cerca de R$ 28 mil foi um adiantamento dos meses de janeiro, fevereiro e março, concedido pelo Estado para todos os Municípios em Estado de Emergência. Com isso, Cataguases voltará a receber o recurso apenas em abril, esclareceu a secretária. "Não houve um recurso extra, houve um adiantamento do recurso Piso Mineiro que é utilizado pelos Municípios que pactuaram um termo de trabalho com o Estado", explicou.

O recurso do Piso Mineiro de Assistência Social, pode ser utilizado apenas nos serviços pactuados. No caso de Cataguases foi pactuado Benefícios eventuais que permite a utilização do recurso em ajudas como Auxílio Natalidade, Auxílio Funeral, Aluguel Social, Cestas Básicas, entre outros.

"Até o momento não tivemos nenhum suporte, nenhum apoio, seja emenda parlamentar, de recurso extra, de alguma situação que favorecesse, não a Secretaria de Desenvolvimento Social, mas sim as famílias que foram vítimas da enchente. O que tivemos foram ações pulverizadas. [...] O que a gente precisa mesmo, se alguém puder nos ajudar, é pensar nas famílias, pensar no bem coletivo que são as famílias, o público prioritário da Assistência Social. [...] A grosso modo, a gente sobreviveu nessa enchente por causa de recurso próprio, então, parabenizo o nosso gestor, o prefeito Willian que disse, para tudo que minha prioridade são as famílias de Cataguases", disse.

Telefones de contato da Secretaria de Desenvolvimento Social de Cataguases:

  • 3429-2566 - Secretaria de Desenvolvimento Social
  • 3423-3019 - CRAS Sereno (Além do distrito de Sereno está atendendo também a região da Glória de Cataguases, Cachoeirinha e Cataguarino.
  • 3429-2544 - CRAS Justino, que atende também a região do Carijós, Aracati e Vista Alegre.
  • 3429-5780 - CRAS Leonardo, que atende também a região do Ana Carrara, Granjaria e Sinimbú.

Comentários

Anuncie Aqui Anuncie Aqui