Energisa utiliza helicóptero para inspeções na rede elétrica e garante agilidade em 95% dos serviços

Foram investidos R$ 180 mil para inspecionar 580 km de linhas. O compromisso da Energisa é a excelência no fornecimento de energia elétrica, serviço essencial para toda a população. Por isso, a empresa está investindo cada vez mais em tecnologia e modernizando a rede elétrica. Para agilizar as inspeções na rede, a Energisa Minas Gerais conta com equipamentos modernos e um helicóptero para inspeções visuais e termográficas aéreas nas linhas, garantindo maior rapidez. Dentro do planejamento estratégico de investimento na rede, no mês de março, foram inspecionados aproximadamente 580 km de linhas de transmissão, que interligam as subestações da área de concessão da Energisa em Minas Gerais, um investimento de cerca de R$ 180 mil. Utilizando equipamentos de alta tecnologia, com uma câmera das mais avançadas do mercado, acoplada ao helicóptero, é possível identificar, desde o estágio inicial, os locais onde ações corretivas devem ser realizadas de forma programada. A câmera de

Servidores da Câmara de Cataguases terão aumento salarial e do ticket alimentação acima dos servidores da prefeitura

Impacto financeiro deve ultrapassar R$ 140 mil por ano


Deverá ser votado nesta terça-feira (7/5), na Câmara Municipal de Cataguases o Projeto de Lei 29/2019 e Projeto de Resolução 18/2019, que reajusta o salário e ticket dos servidores do Legislativo respectivamente, ambos de autoria da Mesa Diretora.

Mesmo com aprovação do Sindicato dos Servidores - Sinserpu do índice proposto pelo Executivo para correção salarial dos servidores, de 4,61%, a Câmara Municipal pretende conceder a seus servidores um índice maior, de 6,47%, acima do Índice Nacional de Preços ao consumidor (INPC) acumulado nos últimos 12 meses, que ficou em 4,58%. Já o ticket alimentação da Câmara terá um aumento ainda maior, cerca de 11,363%, passando dos atuais R$ 440,00 para R$ 490,00, enquanto o ticket para os servidores da prefeitura deverá aumentar R$ 15,00, passando para R$ 385,00.

Conforme o projeto da Mesa Administrativa, o índice escolhido de 6,47% foi determinado através de média entre o INPC/IBGE e IGP-M/FGV acumulado nos últimos 12 meses. Já o índice escolhido para correção do ticket, de 11,36% não foi justificado.

Apenas o aumento do ticket terá um impacto de R$ 2.500,00 por mês no orçamento da Câmara. No ano, o acumulado do ticket e salário, trará um impacto financeiro superior a R$ 140 mil.

Segundo justificativa da Mesa Diretora para concessão de R$ 50 a mais no ticket, o objetivo é a valorização do funcionalismo público, considerando o aumento do custo de vida, vivenciado nos últimos anos e a concessão de um incentivo a mais para os servidores daquela Casa.

Com o aumento, o maior salário do Legislativo hoje, segundo o Portal da transparência, o de Procurador-Geral, deverá atingir R$ 8.808,16 e o segundo maior salário, de Diretor Administrativo, deverá passar para R$ 7.811,01.

Comentários

  1. Falam mal do stf,estão copiando o mal caratismo.o aumento do custo de vida ocorreu com toda população..o custo de.vida tá alto só pros queridinhos?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases