Covid-19: plano nacional de vacinação terá quatro fases

Proposta preliminar foi discutida em reunião realizada nesta terça-feira Foto: REUTERS/Dado Ruvic/Agência Brasil O plano nacional de vacinação contra a covid-19 terá quatro fases. Em cada etapa serão atendidos determinados tipos de públicos, escolhidos a partir do risco da evolução para quadros graves diante da infecção, da exposição ao vírus e de aspectos epidemiológicos da manifestação da pandemia no país. A proposta preliminar foi discutida em reunião realizada nesta terça-feira (1º) com a participação do Ministério da Saúde e outras instituições, como a Fundação Oswaldo Cruz, o Instituto Butantan, o Instituto Tecnológico do Paraná e conselhos nacionais de secretários estaduais (Conass) e municipais (Conasems) de saúde. A primeira fase terá como prioridade trabalhadores de saúde, pessoas de 75 anos ou mais e idosos em instituições de longa permanência (como asilos), bem como povos indígenas. Na segunda fase a imunização será focada nos idosos de 60 a 74 anos. Pacientes a partir de 6

Motorista de caminhão será indiciado por forjar assalto em Ubá

A Polícia Civil de Minas Gerais apura, em Ubá, uma falsa comunicação de crime de roubo que, segundo um motorista de caminhão de uma transportadora, de 35 anos, teria ocorrido no dia 20 de janeiro de 2019, no município. 

Conforme informações do Delegado Regional de Ubá, Dr. Diêgo Candian Alves, que também está respondendo interinamente pela Delegacia de Furtos e Roubos, o homem registrou Boletim de Ocorrência um dia após o suposto crime e narrou que estaria dirigindo um caminhão na rodovia MG-265, próximo a Ubá, onde teria sido abordado por indivíduos que subtraíram dele cerca de R$3.000. O homem afirmou que havia sido roubado na noite anterior e que não teria feito o registro de ocorrência, pois o telefone da Polícia Militar estava ocupado. 

Após diligências efetuadas pela equipe da Delegacia de Furtos e Roubos, o motorista do caminhão acabou ligando para um dos donos da empresa, informando que havia mentido sobre os fatos e que não havia ocorrido o roubo. “Relatou que estava precisando de dinheiro, por isso inventou a história. Os donos da empresa informaram que, até o momento, o motorista - que de vítima passou a autor - devolveu um terço do valor subtraído”, explicou a autoridade policial. 

Ainda segundo o Delegado, o motorista foi intimado a comparecer na Delegacia para prestar depoimento. “ O indivíduo será indiciado pelos crimes de comunicação falsa de crime, falsidade ideológica (por ter prestado declaração falsa em documento público, no caso, do REDS) e estelionato, já que usou de ardil para obter vantagem indevida, em desfavor dos proprietários da empresa”,concluiu.


As investigações prosseguem, visando elucidar possível participação de mais elementos.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Polícia Civil

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases