Energisa utiliza helicóptero para inspeções na rede elétrica e garante agilidade em 95% dos serviços

Foram investidos R$ 180 mil para inspecionar 580 km de linhas. O compromisso da Energisa é a excelência no fornecimento de energia elétrica, serviço essencial para toda a população. Por isso, a empresa está investindo cada vez mais em tecnologia e modernizando a rede elétrica. Para agilizar as inspeções na rede, a Energisa Minas Gerais conta com equipamentos modernos e um helicóptero para inspeções visuais e termográficas aéreas nas linhas, garantindo maior rapidez. Dentro do planejamento estratégico de investimento na rede, no mês de março, foram inspecionados aproximadamente 580 km de linhas de transmissão, que interligam as subestações da área de concessão da Energisa em Minas Gerais, um investimento de cerca de R$ 180 mil. Utilizando equipamentos de alta tecnologia, com uma câmera das mais avançadas do mercado, acoplada ao helicóptero, é possível identificar, desde o estágio inicial, os locais onde ações corretivas devem ser realizadas de forma programada. A câmera de

Trabalhadores têm até hoje (28/12/2018) para sacar PIS/Pasep de 2016

Segundo Ministério do Trabalho, cerca de 1,8 milhão de pessoas com direito ao benefício ainda não realizaram a retirada dos valores

Acaba hoje, sexta-feira (28) o prazo final para trabalhadores retirarem o abono salarial do PIS/Pasep referente ao ano-base de 2016. Até o momento, cerca de 1,8 milhão de pessoas com direito ao benefício não resgataram o R$ 1,3 bilhão ainda disponível.

O prazo limite anterior para o saque do benefício era o dia 29 de junho, mas a data foi prorrogada por meio de uma resolução do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat). De acordo com o Ministério do Trabalho, foram pagos até o momento R$ 16,7 bilhões para 22,7 mil trabalhadores referentes ao ano de 2016.

Quem tem direito?

O benefício pode ser sacado pelo trabalhador que estava inscrito no Programa de Integração Social (PIS), no caso da iniciativa privada, ou no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), no caso de servidores públicos, por ao menos 30 dias em 2016, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos.


Segundo o Ministério do Trabalho, quem esteve empregado durante todo ano recebe o valor cheio, equivalente a R$ 954, e quem trabalhou por 30 dias recebe o valor mínimo, R$ 80.

Fonte: Governo federal, com informações do Ministério do Trabalho

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases