Prefeito de Dona Euzébia é acusado de compra de votos e abuso de poder político na eleição

[Foto: Prefeitura de Dona Euzébia / Divulgação] O prefeito de Dona Euzébia, Manoel Franklin Rodrigues, o Nenzinho (Cidadania) e o vice-prefeito, Roberto Marques de Paula (PSDB), compareceram, na manhã desta terça-feira (23), para prestarem depoimentos no fórum de Cataguases, localizado, na Praça Dr. Cunha Neto. Os dois, prefeito e vice, respondem a ação de impugnação de mandato eletivo por compra de votos, proposta pelo segundo colocado no pleito eleitoral, Itamar Ribeiro Toledo, o Mazinho. Conforme o processo, que o Site Mídia Mineira teve acesso, a inicial aponta 10 fatos atribuídos ao atual prefeito e ao vice, que supostamente caracterizariam abuso de poder econômico e político para obter votos ou impedir que o eleitor fosse votar em outro candidato. Os fatos apontados são os seguintes: Doação de piso para eleitor, supostamente pago por Nenzinho em troca de voto; doação de cestas básicas em troca de votos; pagamento de R$ 1.500,00 a eleitora para que ela e os membros da família não

Mulher esfaqueia homem após descobrir que ele não teria dinheiro para pagar o programa

Uma briga entre uma mulher de 28 anos e um homem de 40 anos terminou com o homem esfaqueado no pescoço, na noite desta sexta-feira (30) em Rochedo de Minas, a cerca de 70 quilômetros de Cataguases, na Zona da Mata Mineira.

Conforme o registro da ocorrência, a Polícia Militar foi acionada por volta das 21 horas após a mulher ter esfaqueado o homem na residência dele, localizada na Rua Vênus Medina da Silva, bairro São Francisco. O motivo seria uma briga após o homem recusar a pagar R$ 100,00 pelo programa. Conforme a PM, o homem teria combinado de pagar a quantia em dinheiro para a mulher mas ao chegar em sua residência disse que não tinha dinheiro, iniciando a briga. Após a agressão, a mulher jogou a faca em um córrego.

Diante dos fatos o casal recebeu voz de prisão, mas o homem foi conduzido para o Pronto Atendimento Médico de São João Nepomuceno onde precisou permanecer. Ambos assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e foram liberados, devendo comparecer perante a justiça no futuro.

Foto: Reporter Kadu Fontana

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases