Polícia Civil apura caso de estupro de vulnerável em Juiz de Fora

Uma ação foi deflagrada nesta segunda-feira (25/1) com o intuito de cumprir mandados de busca e apreensão em desfavor de um investigado, 30 anos. Nesta segunda-feira (25/1), a Polícia Civil de Minas Gerais cumpriu mandado de busca e apreensão em desfavor de um homem de 30 anos, suspeito de ter praticado estupro de vulnerável, no município de Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira. Após denúncia de que uma garota - que na época dos fatos tinha 11 anos - teria sido abusada sexualmente em uma escola pública na cidade, no final de novembro de 2018, policiais civis da Delegacia Especializada de Atendimento realizaram uma ação que resultou na apreensão de dois celulares, dois notebooks e de uma CPU, na residência do homem.  Conforme informações da delegada Ione Barbosa, a perícia está atuando na análise do material. “Até o momento, alguns materiais serão enviados para Belo Horizonte para serem analisados. O suspeito também está sendo ouvido e estamos no aguardo do resultado da perícia para to

Mulher é assaltada e estuprada dendro de casa em Muriaé

Uma mulher foi estuprada e roubada dentro de sua residência em Muriaé, nesta quarta-feira (3). A Polícia não divulgou o nome e endereço da vítima por razões de segurança.

De acordo com informações, um homem negro, cerca de 1,80, forte, trajando camisa listrada e bermuda jeans, chamou na residência da vítima perguntando informações sobre um imóvel vizinho e em seguida pediu água. Enquanto a vítima foi buscar o copo de água, o homem entrou e a rendeu, ameaçando-a com um objeto pontiagudo pedindo dinheiro. Após pegar o dinheiro, cerca de R$ 300, ele amarrou a mulher e a estuprou, fugindo em seguida. Além do dinheiro, o homem roubou o celular da vítima.

A PM realizou vários rastreamentos na região, mas não conseguiu localizar o autor. 

A vítima foi encaminhada para o Hospital São Paulo onde realizou exame que constatou a violência sexual. 

Informações que ajudem a polícia a chegar ao autor podem ser repassadas anonimamente pelos telefones 190, ou 181 (Disque-Denúncia).

O caso será investigado pela Polícia Civil. 

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases