Proprietário de drogaria é preso em Pádua após vender comprimido abortivo para moradora de Cataguases

Um comerciante de Santo Antônio de Pádua, no Noroeste Fluminense, foi preso em flagrante, depois de vender, para uma moradora de Cataguases, um medicamento utilizado ilegalmente para a indução do aborto. De acordo com informações, a prisão aconteceu na quinta-feira (21). Policiais Militares do 36º BPM já haviam sido alertados através de denúncia anônima e interceptaram o veículo GM Celta de aplicativo, no bairro Cidade Nova, onde viajava uma mulher, moradora de Cataguases, que levava consigo quatro comprimidos do medicamento abortivo. Ela alegou ter acabado de adquirir em uma drogaria que fica naquele mesmo bairro e que teria pago através de transferência bancária, realizada pelo companheiro, que determinou a interrupção da gestação. O comerciante foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil para as demais providências. Com informações e foto da Folha de Italva  

Lei que incentiva adoção de animais do Canil Municipal é sancionada em Leopoldina

Divulgação de fotos e informações visa aumentar as possibilidades de adoção beneficiando os cães, diminuindo custos e proporcionando economia para a administração


Na quinta-feira, 23 de agosto, o prefeito José Roberto de Oliveira sancionou a Lei Nº 4.434 aprovada pela Câmara Municipal de Leopoldina com o objetivo de aumentar as possibilidades de adoção dos animais que se encontram no canil municipal. De autoria do vereador José Augusto Cabral, a Lei dispõe sobre a divulgação de fotografias de animais recolhidos ao canil municipal e dá outras providências. 

O vereador destacou o inegável benefício ao animal adotado, além da diminuição de custos para sua permanência no canil. José Augusto salientou que é imperiosa a divulgação pela administração de informações de interesse público, em cumprimento ao princípio da publicidade.


A iniciativa prevê que a Prefeitura Municipal deverá disponibilizar em seu site oficial as fotografias de todos os animais (cães e gatos) que se encontrarem sob sua responsabilidade no canil público, de modo a facilitar eventuais adoções. Junto às fotografias, será inserido um texto que informe nome (se houver), idade e raça do animal.

Fonte: Jornal O Vigilante, com informações da
Câmara Municipal de Leopoldina

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases