Notícia

TRE nega recurso do MP Eleitoral e registros dos candidatos do PSDB Cataguases estão mantidos

O Desembargador Maurício Soares do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), negou recurso interposto pelo Ministério Público Eleitoral contra a sentença proferida pelo Juiz da 79ª Zona Eleitoral, de Cataguases, pela qual deferiu o registro dos Candidatos do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) para as eleições proporcionais de 2020.
O processo diz respeito a suposta fraude à cota de gênero pelo PSDB de Cataguases, alegada pela candidata Iracema Dornelas. O Ministério Público havia pedido a cassação dos candidatos do PSDB, mas após a apresentação das contrarrazões da defesa, desistiu e opinou pelo não seguimento ao recurso, mantendo assim a regularidade dos registros dos candidatos. Mesmo assim, o processo seguiu para o TRE para manifestação final.
A decisão põe um ponto final em relação a questão do deferimento das candidaturas para o cargo de vereador pelo PSDB. Os candidatos continuam com os registros deferidos sem problema algum. Com a renúncia de Iracema e substituição por outra…
Drogaria Santa Rita
Banner cadastramento cartão SUS
   

SMS investiga paciente com sintomas parecidos a Chikungunya ou Febre Amarela no bairro Taquara Preta em Cataguases

A secretaria municipal de Saúde de Cataguases está investigando um possível caso de febre Chikungunya ou de Febre Amarela no bairro Taquara Preta. Nossa reportagem confirmou a informação com o Núcleo de Controle a Endemias nesta segunda-feira (22). Segundo o coordenador do núcleo, Cosme Tadeu Alves da Costa, a suspeita é de Chikungunya mas como os sintomas são parecidos, são realizados testes também para Febre Amarela. O coordenador informou que o paciente viajou recentemente para o Estado do Rio de Janeiro onde pode ter contraído a doença. Segundo ele, mesmo que a suspeita de contágio seja fora do município, o Núcleo já está tomando todas as providências protocolares no bairro, como a realização de bloqueio e combate ao mosquito Aedes aegypti, principal vetor para as duas doenças, além da Dengue e Zika.

Entre os dias 3 a 10 de janeiro o Município realizou o primeiro Levantamento de Índice Amostral - LIA e Levantamento de Índices Rápidos - LIRA, do Aedes aegypti e Aedes Albopictus e o resultado trouxe índices bem acima do que é preconizado pelo Ministério da Saúde que é abaixo de 1%. Segundo os levantamentos, nos distritos a média de infestação de Aedes aegypti ficou em 3,14% e do Aedes albopictus em 3,46%. Em Cataguases, a média de infestação de Aedes aegypti está em 3,33% e do Aedes albopictus em 2,76%. No bairro Taquara Preta, o índice de infestação do Aedes aegypti ficou em 10,64%.

O coordenador ressalta que tem sido realizado periodicamente um trabalho preventivo junto a população não apenas no bairro Taquara Preta, mas em todo o município e que durante o ano passado foram cumpridos 6 ciclos de tratamento no bairro. Segundo ele, em todas as suspeitas tem sido cumprido o protocolo do Ministério da Saúde com trabalhos de bloqueios para evitar qualquer risco de epidemia. Ele também ressalta que não existe motivos para alarmes mas que é muito importante o envolvimento de toda população no combate ao mosquito a fim de impedir a sua proliferação.

Macaco é encontrado morto na Reta da Saudade

O Núcleo de Controle de Endemias recolheu nesta segunda-feira (22) um macaco que foi encontrado morto na Av. Manoel Inácio Peixoto (Reta da Saudade), bairro Industrial em Cataguases.

O corpo do animal foi encaminhado para a secretaria regional de Saúde em Leopoldina que por sua vez deverá encaminhar para Belo Horizonte para análise.

Conforme o coordenador do Núcleo de Controle de Endemias, o trabalho de recolhimento destes macacos mortos é um trabalho de rotina e não significa absolutamente que a doença chegou no município, pois durante todo o ano de 2017, foram encontrados e recolhidos 15 macacos mortos em Cataguases e todos retornaram negativos para Febre Amarela. Este ano foram recolhidos até o momento 3 macacos e a secretaria de saúde ainda aguarda os resultados.

Em Cataguases não foi confirmado nenhum caso de Febre Amarela nos últimos anos e a prevenção, além da vacina, deve focar no combate ao mosquito transmissor. É muito importante o envolvimento de toda população na questão.

Ação semanal contra o Aedes

As ações da campanha 10 Minutos contra Dengue devem ser realizadas apenas uma vez por semana pois o ciclo de vida do vetor - do ovo ao mosquito adulto - leva de 7 a 10 dias. Assim, tratando dos focos de reprodução a cada sete dias já é possível impedir a sua proliferação de maneira segura e sem demandar grandes esforços de cada um. 

Checagem dos focos do Aedes

As ações 10 Minutos contra o Aedes Aedes aegypti se constituem na verificação dos possíveis focos de reprodução do mosquito dentro de casa. No total, os especialistas do IOC chamam atenção para 13 possíveis locais onde o mosquito pode depositar seus ovos e iniciar um novo ciclo de desenvolvimento do vetor. Todos os locais a ser checados podem acumular água limpa e parada, ambiente ideal para a reprodução do mosquito.

São eles: caixas d'água ou cisternas, calhas, filtros de água, ralos, pneus velhos, bandeja de ar condicionado, bandeja de geladeira, vasos de planta, vaso sanitário, baldes e garrafas, lonas sobre objetos ou toldos, piscinas. 

Escolha um dia da semana, de preferência sábado ou domingo, quando há mais tempo livre, e confira todos esses pontos. Retire a água acumulada de vasos e pneus, vire baldes e garrafas de cabeça para baixo. Limpe calhas e ralos. Na piscina, adicione cloro, o que já é suficiente para evitar a proliferação do mosquito. Tampe as cisternas e estique as lonas para evitar acúmulo de água. 

No mais, estimule parentes e vizinhos a fazerem o mesmo em suas casas e, em caso de terrenos abandonados próximos à sua residência, informe as autoridades de saúde para que agentes comunitários possam visitar o local e eliminar os focos do mosquito ali. 

Repelente e telas


Para além do combate à proliferação do mosquito, também devemos nos prevenir de possíveis picadas. Para isso, passe repelente diariamente e, em áreas de alta incidência do mosquito e das doenças transmitidas por ele, durma sob telas. Essas recomendações devem ser ainda mais estritas entre grávidas.

Com informações de CCM Benchmark Group

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases