Notícia

Carteira Digital de Trânsito agora permite pagamento de multas com 40% de desconto

Aplicativo CDT incorpora Sistema de Notificação Eletrônica (SNE) e vai centralizar todos os serviços de trânsito em uma única plataforma digital
A partir de agora, motoristas podem receber infrações de trânsito e emitir boleto para pagamento de multas na mesma plataforma digital que armazena os documentos de habilitação e do veículo. A Carteira Digital de Trânsito (CDT), aplicativo que reúne as versões eletrônicas da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV), agora permite acompanhamento, recebimento e pagamento antecipado de multas com descontos de até 40%. A novidade, desenvolvida pelo Serpro para o Denatran, foi anunciada nesta segunda-feira, 21, durante a Semana Nacional de Trânsito. 
A iniciativa é mais um passo para a transformação digital do Governo Federal para facilitar a vida do brasileiro e faz parte da estratégia do Denatran de unificar os canais de atendimento ao cidadão. “Já temos vários serviços para incorporar. …
Drogaria Santa Rita
Banner cadastramento cartão SUS
   

Aposentados e pensionistas que ganham mais que o mínimo terão reajuste apenas de 2,07%

percentual equivale a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC)

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ABr

Os aposentados e os pensionistas que recebem mais de um salário mínimo terão reajuste de 2,07%, informou o Ministério da Fazenda na noite desta quarta-feira (10). De acordo com a pasta, a portaria com o aumento será publicada hoje (11) no Diário Oficial da União.

O reajuste equivale à variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) em 2017, anunciado hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O índice, que mede a variação de preços para famílias que ganham de um a cinco salários mínimos, registrou variação menor que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que fechou o ano passado em 2,95%.

Com o reajuste, o teto das aposentadorias e pensões da Previdência Social sobe de R$ 5.531,31 para R$ 5.645,80. Quem recebe benefícios que equivalem ao salário mínimo, que passou de R$ 937 para R$ 954, terá reajuste menor, de 1,81%.

Contribuições ao INSS

A portaria também reajustou as faixas de contribuição dos trabalhadores para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A contribuição de 8% passa a valer para quem recebe até R$ 1.693,72. Quem ganha entre R$ 1.693,73 e R$ 2.822,90 pagará 9% e quem recebe de R$ 2.822,91 até o teto contribuirá com 11% do salário. Como o recolhimento se dará sobre o salário de janeiro, as novas faixas só entrarão em vigor em fevereiro.


As faixas do salário-família também sofreram reajuste. A cota de R$ 45 valerá para os segurados que ganham até R$ 877,67. Para quem recebe entre R$ 877,68 e R$ 1.319,18, a cota corresponderá a R$ 31,71.

Fonte: Agência Brasil

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases