Notícia

Candidato acusa assessores do deputado Fernando Pacheco de comprar votos para campanha de José Henriques a prefeito de Cataguases

Uma denúncia do candidato Carlos Magno, o Maguinho (PSL), sobre suposta compra de votos realizada por assessores do deputado estadual Fernando Pacheco (PV) para beneficiar a campanha do candidato José Henriques (MDB), sacudiu o meio político de Cataguases, após o primeiro debate de candidatos a prefeito, realizado pelo Sistema Multisom de Rádio.
No vídeo divulgado na página de Carlos Magno, aparecem o empresário Marco Antônio Cadete Souza,  conhecido como Marco Antônio da VT, juntamente com o assessor de Fernando Pacheco, Edson Antônio de Campos Hessel, dizendo abertamente que já entregaram mais de 300 cestas básicas. No vídeo também são citadas a filha de Marco Antônio VT e a esposa do candidato José Henriques, Gabriela, ambas são assessoras do deputado estadual Fernando Pacheco Fialho.
O Site Mídia Mineira entrou em contato com o candidato Carlos Magno, o Maguinho, por telefone, o qual informou que a campanha deverá entrar com denúncia no Ministério Público nesta segunda-feira (19), o…
Drogaria Santa Rita
Banner cadastramento cartão SUS
   

Coordenador do Núcleo de Controle de Endemias explica excesso de pernilongos na cidade

Falta de chuvas e as altas temperaturas desta época do ano são os motivos do grande número de pernilongos na cidade, já que estes fatores ajudam na formação de criadouros, sobretudo nas margens dos córregos que cortam Cataguases. Percebendo o problema, a Prefeitura tem promovido diversas iniciativas em várias regiões da cidade para eliminar os criadouros e manter o controle da população dos mosquitos do gênero Culex, os chamados pernilongos. Capinas, vigilância dos agentes de saúde, notificações, limpeza de córregos e terrenos são alguns exemplos destas intervenções.

O coordenador do Núcleo de Controle de Endemias da Prefeitura de Cataguases, Célio Vieira, explicou que a utilização do chamado “Fumacê” não pode ser aplicada neste momento. “Esse recurso só pode ser usado com a autorização do Governo Estadual ou do Ministério da Saúde, que libera em caso de epidemia após o excesso de notificações. O uso do gás do Fumacê só deve ser feito em situações extremas, pois ele não mata apenas os pernilongos, mas afeta também outros insetos. Seu uso em excesso implica em diversas consequências, como por exemplo, o desequilíbrio ambiental, e os mosquitos podem ficar mais resistentes”, disse.

Célio dá dicas à população para evitar a presença indesejada dos pernilongos dentro de casa. “Fechar a casa às 15 e abrir após às 8 horas, já que os pernilongos são insetos de hábito noturno; instalação de telas nas janelas; uso de inseticidas; evitar água parada e usar os repelentes são algumas atitudes que mantém os pernilongos afastados ”, observou.

O coordenador pede o apoio da população no combate aos mosquitos e diz que a união de todos soluciona o problema. “Não podemos deixar água parada em hipótese alguma. As pessoas devem verificar objetos como pneus, lonas, calhas e se as caixas d’água estão bem tampadas. Hoje, 90% dos mosquitos são gerados dentro de casa, porque a população ainda não se conscientizou de sua participação no combate aos criadouros. Todos devem se unir e fazer sua parte. Só assim vamos conseguir eliminar esses problemas”, concluiu.

Fonte: Prefeitura de Cataguases

Comentários

  1. Simples assim:mas como fazer com vizinho que junta lixo em casa até no teto,cachorros defecando,água parada, etc. Moscas, mosquitos, pernilongos, ratos, baratas, é o que mais tem, fora o mau cheiro insuportável. Há 3 meses pedindo socorro (inclusive abaixo-assinado) aos órgãos competentes da Prefeitura e nada. Então, o que me diz???

    ResponderExcluir
  2. Eu faco a mesma pergunta da Marlene pois tenho o mesmo problema. 3 cachorros na área do segundo andar .

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases