Energisa utiliza helicóptero para inspeções na rede elétrica e garante agilidade em 95% dos serviços

Foram investidos R$ 180 mil para inspecionar 580 km de linhas. O compromisso da Energisa é a excelência no fornecimento de energia elétrica, serviço essencial para toda a população. Por isso, a empresa está investindo cada vez mais em tecnologia e modernizando a rede elétrica. Para agilizar as inspeções na rede, a Energisa Minas Gerais conta com equipamentos modernos e um helicóptero para inspeções visuais e termográficas aéreas nas linhas, garantindo maior rapidez. Dentro do planejamento estratégico de investimento na rede, no mês de março, foram inspecionados aproximadamente 580 km de linhas de transmissão, que interligam as subestações da área de concessão da Energisa em Minas Gerais, um investimento de cerca de R$ 180 mil. Utilizando equipamentos de alta tecnologia, com uma câmera das mais avançadas do mercado, acoplada ao helicóptero, é possível identificar, desde o estágio inicial, os locais onde ações corretivas devem ser realizadas de forma programada. A câmera de

PCMG prende em flagrante suspeito pela prática dos crimes de tortura e de cárcere privado em Visconde do Rio Branco

Também foi cumprido mandado de prisão em desfavor do investigado, de 29 anos, após apuração de denúncia relacionada à violência doméstica


Na quinta-feira (3/12), a Polícia Civil de Minas Gerais prendeu em flagrante um homem de 29 anos, suspeito de cometer os crimes de tortura e de cárcere privado. A ação ocorreu, após apuração de denúncia relacionada à prática de violência doméstica contra a companheira do investigado.

Conforme informações do delegado Aldrey Toledo Ribeiro, no fim de novembro, foi instaurado inquérito policial para apurar os fatos, assim que a PCMG recebeu relatório social do Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM) com a denúncia, noticiando que a vítima estaria vivendo, há algum tempo, em situação de cárcere privado e de tortura. “O referido documento informava ainda que a mulher seria trazida para a delegacia, no dia 02 de dezembro, quando teria uma consulta com a psiquiatra que estava acompanhando a vítima. No entanto, na data agendada, a vítima não compareceu e também não foi à consulta agendada no CRAM”, informou, complementando que, uma equipe da Delegacia em Visconde do Rio Branco foi até o endereço do casal, diante da possível situação de flagrante.

Na ocasião, o suspeito e a mulher não foram encontrados no local. Ao verificarem por uma janela a situação do imóvel, os policiais civis visualizaram vários pássaros da fauna silvestre sem anilha. Em razão da situação de flagrante, os policiais civis entraram no imóvel e apreenderam os pássaros. “Posteriormente, a equipe foi até a residência dos pais do suspeito, local onde encontrou a vítima e os filhos”, contou, informando que a mulher foi encaminhada à delegacia, para prestar depoimento, momento em que confirmou os termos do relatório, afirmando que estaria sendo torturada psicologicamente há cerca de dois anos. Durante a oitiva dela, o suspeito compareceu na unidade policial e foi preso, em razão do flagrante relacionado aos crimes de cárcere privado e de tortura, bem como da existência de um mandado de prisão.

O investigado foi encaminhado ao sistema prisional, permanecendo à disposição da Justiça. Também foi acionado o serviço social do município para o devido acompanhamento da vítima.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Polícia Civil 

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases