Proprietário de drogaria é preso em Pádua após vender comprimido abortivo para moradora de Cataguases

Um comerciante de Santo Antônio de Pádua, no Noroeste Fluminense, foi preso em flagrante, depois de vender, para uma moradora de Cataguases, um medicamento utilizado ilegalmente para a indução do aborto. De acordo com informações, a prisão aconteceu na quinta-feira (21). Policiais Militares do 36º BPM já haviam sido alertados através de denúncia anônima e interceptaram o veículo GM Celta de aplicativo, no bairro Cidade Nova, onde viajava uma mulher, moradora de Cataguases, que levava consigo quatro comprimidos do medicamento abortivo. Ela alegou ter acabado de adquirir em uma drogaria que fica naquele mesmo bairro e que teria pago através de transferência bancária, realizada pelo companheiro, que determinou a interrupção da gestação. O comerciante foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil para as demais providências. Com informações e foto da Folha de Italva  

Ação conjunta na BR-116 prende dois e apreende 174 tabletes de maconha; um suspeito morreu em acidente durante a fuga

Diligências foram realizadas pelas Polícias Civil e Rodoviária Federal. A droga foi apreendida em um veículo entre as cidades de Fervedouro e de Divino


Uma ação conjunta entre as Polícias Civil e Rodoviária Federal, deflagrada quinta-feira (04), resultou na apreensão de 174 tabletes de maconha, em um veículo, às margens da BR-116, entre as cidades de Fervedouro e de Divino. Também foram localizados dois veículos, que seriam utilizados para o transporte de drogas, e outros materiais. Duas pessoas foram presas. 

De acordo com informações do Delegado Rômulo Segantini, as diligências ocorreram, após investigações realizadas pela Delegacia de Polícia Civil em Divino. “Tomamos conhecimento de que indivíduos envolvidos com o tráfico de drogas em Divino e região teriam se deslocado até o estado de São Paulo a fim de adquirir substâncias entorpecentes para serem comercializadas e distribuídas na região de Divino e de cidades adjacentes. Diante disso, nossa equipe trabalhou de forma ininterrupta a fim de identificar esses supostos traficantes”, informou.

Segundo ele, na quinta-feira (04), após apurações, foi possível identificar os veículos que estariam sendo utilizados para o transporte de drogas. “Solicitamos o apoio operacional da Polícia Rodoviária Federal que, prontamente, atendeu ao nosso chamado. Então, foi planejada uma operação conjunta”. Ainda conforme a autoridade policial, durante o acompanhamento tático feito com os veículos envolvidos no transporte de entorpecentes, ocorreu um acidente. “ O condutor de um veículo que transportava a droga desobedeceu a ordem de parada emanada pelos policiais rodoviários federais - em viatura caracterizada, devidamente sinalizada com uso de giroflex e sirene “, explicou, concluindo que, durante a tentativa de fuga, o investigado chegou a acessar uma estrada que não estava pavimentada e perdeu o controle do veículo, resultando na morte de um dos ocupantes.

Durante coletiva, o policial rodoviário federal Júlio Simbra, representando o Chefe da 7ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Leopoldina, Joel Guedes, agradeceu a Polícia Civil pelo trabalho realizado, de investigação e de enfrentamento ao tráfico de drogas. Segundo ele, duas viaturas da PRF foram acionadas, na ação. “Esse é o trabalho que a sociedade muriaense,  da região e de todo Brasil precisa de conhecer, que é o trabalho de integração entre as forças de segurança pública”, destacou.

Para o Delegado Regional de Muriaé, Alessandro Amaro da Matta, a investigação qualificada, com apoio do Judiciário e do Ministério Público, e a atuação conjunta entre as Polícias possibilitaram desarticular uma organização criminosa que estaria atuando na região.








.
Fonte: 

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases