Polícia Militar prende em Cataguases foragido da justiça

Na sexta-feira (5), a Polícia Militar prendeu um foragido da justiça, na MG-447 próximo a localidade conhecida como Sereninho. Segundo a PM, a prisão foi possível após uma denuncia anônima dando conta de que o homem, de 38 anos, vulgo Bengala, com mandado de prisão em aberto, transitava pelo bairro Tomé em um veículo de aplicativo. Abordado, nada de ilícito foi localizado em seu poder, sendo dado voz de prisão e encaminhado para Delegacia de Polícia Civil para as demais providências. 

Prefeitura confirma segundo óbito por coronavírus em Cataguases



A prefeitura de Cataguases confirmou no final da manhã desta sexta-feira (1º de maio), em uma coletiva de imprensa, mais um óbito por Covid-19 em Cataguases. O município agora tem 5 casos confirmados, sendo que destes, dois óbitos.

Conforme a secretária municipal de Saúde, Daniela Rezende Coelho e o prefeito Willian Lobo anunciaram, trata-se de um paciente do sexo masculino, com idade aproximada de 64 anos, que esteve no Rio de Janeiro recentemente e provavelmente contraiu a doença por lá, vindo a óbito hoje. A confirmação foi feita por meio de teste rápido e será aguardado o resultado da amostra enviada para a Fundação Ezequiel Dias (FUNED), para oficializar no boletim da prefeitura que por enquanto figurará como óbito em investigação, explicou a secretária.

O site Mídia Mineira apurou que a vítima era pastor evangélico e residia em Cataguases há aproximadamente 2 anos, tendo visitado a família recentemente no Rio de Janeiro.

O prefeito de Leopoldina, o médico José Roberto de Oliveira, também participou da coletiva, defendeu a continuação do isolamento, prestou apoio e solidariedade ao prefeito Willian Lobo com relação a continuação do fechamento do comércio. Ambos destacaram que chegaram a multar a Caixa Econômica Federal pelas longas filas que tem acontecido devido o auxílio emergencial. José Roberto também informou a confirmação de mais um caso de coronavírus em seu município, relatando que o paciente é enfermeiro.

Sobre a flexibilização do comércio em Cataguases, o prefeito Willian Lobo disse que irá se reunir com o Comitê Gestor da Covid-19 e deverá aguardar o aumento dos leitos de UTI para tomar uma decisão. "Se eu já tivesse flexibilizado o comércio, com mais um óbito eu poderia ser responsabilizado pelos vereadores e Ministério Público", destacou.

Em uma rede social, uma cunhada da vítima desabafou, dizendo que o diagnóstico foi confundido com Dengue e que o pastor foi mandado para casa, que quando piorou, o SAMU foi acionado mas, segundo ela, ele não resistiu e teria morrido dentro da ambulância. Essa informação não foi possível confirmar com o hospital. Seu irmão também foi diagnosticado com Covid-19 e encontra-se internado no Rio de Janeiro. Confira abaixo:

Comentários

  1. Entendo a dor da família e quero desejar-lhes meus mais sinceros sentimentos!
    Só uma correção: o paciente não faleceu dentro da ambulância do Samu. O mesmo chegou vivo ao hospital onde recebeu o atendimento no pronto socorro, vindo a falecer, infelizmente, algumas horas depois.

    ResponderExcluir
  2. Quero saber quem deixou esse senhor, passar na barreira sanitária vindo do rio de Janeiro? Pra que serve essa merda senão barraram ele?

    ResponderExcluir
  3. Não é hora pra se deixar confundir sintomas, não tem que achar , tem que ter certeza,de dúvidas a população tá cheia.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases