Adolescente apontado como autor de homicídio é ouvido pela Polícia Civil em Muriaé

O menor confessou ter torturado e jogado a vítima amarrada, ainda com vida, dentro do Rio Preto em Muriaé. Nesta terça-feira (13), a Polícia Civil conseguiu identificar e capturar um adolescente de 17 anos, morador do bairro União em Muriaé, apontado como responsável pela morte de outro adolescente, de mesma idade, no último domingo (11). A vítima, identificada como Dejair Fernandes Da Silva (foto abaixo), teve as mãos amarradas e foi jogada no Rio Preto . Dejair foi morto com requintes de crueldade Foto: Rede Social De acordo com as investigações realizadas pela Delegacia da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o autor é apontado como gerente do tráfico de drogas no bairro União. A motivação foi o roubo de um celular de uma moradora do bairro pela vítima. O adolescente, como líder do tráfico no local, resolveu fazer justiça com as próprias mãos, para servir de exemplo para todos. Ele contou que torturou a vítima com pauladas e que depois teria amarrado as mão

Sebrae Delas é lançado no Dia das Mulheres: Empreendedoras de Cataguases e Leopoldina com MEIs formalizadas já são quase 50%

Projeto estimula o empreendedorismo feminino e prevê capacitações para mais de mil mineiras que têm ou pretendem abrir um negócio

Foto: FGV
Dos 52 milhões de empreendedores no Brasil, 45% são mulheres. De acordo com a Pesquisa GEM (Global Entrepreneurship Monitor), são aproximadamente 24 milhões de empreendedoras ou mulheres que estão envolvidas na criação de um negócio. Para estimular cada vez o empreendedorismo feminino, foi criado o Sebrae Delas. O projeto, que foi lançado no Dia das Mulheres (8/3), integra as ações do Sebrae Minas para incentivar, apoiar e orientar mulheres que transformam sonhos em oportunidades de negócios.

A previsão do projeto é capacitar mais de mil empreendedoras de norte a sul de Minas Gerais em palestras, encontros, workshops e eventos empresariais. Além disso, 200 mulheres que desejam abrir um negócio ou que pretendem melhorar a gestão da empresa receberão acompanhamento, durante dois anos, para aprimoramento dos negócios com soluções de presenciais e digitais em gestão, inovação e acesso à mercados, estimulando a ideação e prototipação e desenvolvimento de soft skills (habilidades comportamentais).

“Iremos atuar em três frentes: sensibilização, articulação e fortalecimento de rede e atendimento e relacionamento. O primeiro passo será mobilizar instituições públicas e privadas, além de pessoas estratégicas sobre a importância da equidade de gêneros e a criação de políticas efetivas que promovam a competitividade empresarial de pequenos negócios comandados por mulheres”, explica a analista do Sebrae Minas Rachel Dornellas.

O projeto prevê ainda o mapeamento e a identificação de entidades e organizações de apoio ao empreendedorismo feminino para a criação de uma rede que terá encontros periódicos para propor e validar uma agenda de atividades voltada para as empreendedoras. Além disso, serão promovidos pitchs, meet up, design thinking, webinários, lives, hackatons, maratonas de negócios, palestras e talk shows, entre outros eventos.

“As oportunidades são muitas e a mulher empreendedora possui diferenciais, como jogo de cintura, sensibilidade aguçada, capacidade de equilibrar firmeza e um tratamento mais humanizado na liderança, o que fortalece o comprometimento dos funcionários com os resultados da empresa. O Sebrae Delas pretende estimular ainda mais esses potenciais femininos para os negócios”, justifica a analista do Sebrae Minas.

Dados Cataguases e Leopoldina

  • Dos 3.279 MEIs formalizados em Cataguases até o dia 2 de março, 1.611 são mulheres (49,13%) e 1.668 são homens.
  • Dos 2.386 MEIs formalizados em Leopoldina até o dia 2 de março, 1.144 são mulheres (47,94%) e 1.242 são homens. 

Fonte: Agência Sebrae / Luciana Grillo

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases