AGORA É LEI: Em Cataguases autistas terão direito a Carteira de Identificação para garantia de direitos

Lei do vereador Ricardo Dias foi sancionada pelo prefeito José Henriques no último domingo (9) O prefeito de Cataguases, José Henriques, sancionou a Lei nº 4751/2021, de autoria do vereador Ricardo Dias que Institui e Regulamenta a emissão da Carteira de Identificação da pessoa com Transtorno do Espectro Autista (CIA/TEA) no âmbito do Município de Cataguases. O documento será emitido pelos Centros de Referências de Assistência Social (CRAS), vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Social e o portador poderá usufruir dos direitos concedidos a pessoa com TEA no Município, como preferência e prioridade total em todos os órgãos, setores e repartições públicas e particulares que possuam filas e ordem de chegada para fins de atendimento, gratuidade em estacionamentos públicos e privados, entre outros. A Lei já está em vigor e os responsáveis devem se dirigir a Secretaria de Desenvolvimento Social, localizada no Centro Administrativo na Rua Gama Cerqueira, 70, na Vila Domingos Lopes ou a um

Bombeiros de Leopoldina e Defesa Civil de Cataguases retiram do rio corpo que pode ser de adolescente desaparecido há 12 dias



A Defesa Civil de Cataguases encontrou, no início da tarde desta quarta-feira (6), um corpo no Rio Pomba. Segundo informações há fortes indícios de que o corpo é do jovem de 16 anos, que estava desaparecido desde o dia 22 de fevereiro. O corpo foi encontrado apenas de bermuda, o que bate com a informação da família que teria encontrado a camisa do jovem em uma pedra.  

O adolescente havia saído para pescar pela manhã no Rio Pomba e não foi mais visto, à noite equipes do Corpo de Bombeiros de Leopoldina e Defesa Civil de Cataguases foram acionadas e várias buscas foram realizadas sem sucesso. No dia 1º de março o Corpo de Bombeiros informou a suspensão das buscas, mas a Defesa Civil seguiu com a procura.

Conforme o Site Mídia Mineira apurou no local, populares avistaram o corpo boiando no Rio Pomba, na altura do almoxarifado da Prefeitura de Cataguases, há cerca de 1,5 quilômetro de onde o jovem teria se afogado. Bombeiros e Defesa Civil levaram o corpo para a margem do lado da Vila Minalda para aguardar a chegada da Perícia Técnica da Polícia Civil que compareceu na pessoa do perito Marcelo Valverde que, após os trabalhos, liberou o corpo para exames de necropsia em Leopoldina. Conforme contou para nossa repostagem, somente após a necropsia será possível apontar a causa da morte com segurança, uma vez que o corpo estava sem cabeça e apesar do avançado estado de decomposição não estaria inchado.

O jovem residia na comunidade conhecida como Goiabal, que pertence a Cataguases, na divisa com Itamarati de Minas.

Comentários

  1. Quando se trata de bandidos vcs nan mostram fotos, mas imagino a dor dessa família e vcs focados nas imagens, triste com vcs e outros meios que mostram a imagem do corpo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você está enganado, não mostramos foto do corpo, muito pelo contrário, respeitamos o momento em que o perito estava com o corpo e não fotografamos. Este site não exibe fotos desse tipo.

      Excluir

Postar um comentário

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases